Buscar
  • admin

OS 7 TIPOS DE PLÁSTICOS

Atualizado: Mai 28


Nem todo plástico nasce igual. Na verdade, o plástico não só pode ser encontrado em uma variedade de formas e cores diferentes, mas também em diversas estruturas. Cada um difere do outro e tem usos distintos. Por exemplo, alguns tipos de plástico são reutilizáveis ​​e outros não, devido aos produtos químicos que contêm; alguns podem ser reciclados e outros precisam ser descartados de maneira diferente.

Para ajudá-lo a conhecer mais sobre os produtos que compram, hoje examinaremos os sete tipos diferentes de plástico, como eles se diferenciam.

POR QUE EXISTEM DIFERENTES TIPOS DE PLÁSTICOS?

Em 1988, a Sociedade da Indústria de Plásticos introduziu o sistema de Código de Identificação de Resinas (RIC), que dividia as resinas plásticas em 7 categorias diferentes.

O objetivo era fornecer um sistema nacional consistente para facilitar a reciclagem de plásticos pós-consumo. Desde então, após sofrer algumas variações, o RIC foi reconhecido como a classificação de plástico padrão mundial.


OS DIFERENTES TIPOS DE PLÁSTICO


1 – PET

Os plásticos que pertencem ao grupo número um são feitos de Tereftalato de Polietileno ou PET. Ele ocupa o primeiro lugar devido à sua ampla utilidade. É usado principalmente para embalagens de alimentos e bebidas devido à sua forte capacidade de impedir que o oxigênio entre em contato com o produto.

Geralmente, é obtido por meio da maioria dos programas de reciclagem de rua e tem um histórico extremamente positivo. Na verdade, as garrafas de PET são o plástico mais reciclado do mundo.


Garras PET
O PET é muito utilizado em embalagens de bebidas como, águas, refrigerantes e sucos.

2 - PEAD

Nome técnico - Polietileno de Alta Densidade é uma resina incrivelmente resistente usada para sacolas de supermercado, frascos de leite, lixeiras, gaiolas agrícolas, mas também brinquedos de playground, tampas, frascos de shampoo, entre outros. Por ser feito com longas cadeias de polímero não ramificadas, é muito mais forte e mais espesso que o PET. Além disso, é relativamente duro e resistente a impactos e pode ser submetido a temperaturas de até 120 °C sem ser afetado. Quanto ao descarte, o PEAD é aceito na maioria dos centros de reciclagem do mundo, por ser um dos polímeros plásticos mais fáceis de reciclar.

3 - PVC

O Policloreto de Vinila é o terceiro polímero plástico sintético mais produzido no mundo. Ele vem em duas formas básicas: rígido e flexível. Em sua forma rígida, o PVC é amplamente utilizado na indústria da construção civil para produzir perfis e tubos(potável e esgoto). Quando misturado com outras substâncias, pode ser feito mais macio e mais flexível e aplicado ao encanamento, fiação, isolamento e cabos elétricos.

Graças às suas propriedades versáteis, como leveza, durabilidade e facilidade de processamento, o PVC agora está substituindo materiais de construção tradicionais como madeira, metal, concreto, borracha, cerâmica, etc. Em várias aplicações.

Apesar das inúmeras vantagens e dos esforços da indústria do plástico para aumentar sua reutilização, o PVC ainda é dificilmente reciclável.

4 - PEBD

Ao contrário do PEAD, o PEBD (Polietileno de Baixa Densidade) é caracterizado por moléculas de baixa densidade, conferindo a essa resina um design mais fino e flexível. Possui a estrutura mais simples de todos os plásticos, tornando sua produção fácil e barata. Usado em sacos plásticos, anéis de embalagem, frascos dispensadores e, principalmente, para embalagens plásticas flexíveis.


Sacola de PEBD
O PEBD é utilizado para fabricação das famosas sacolas plásticas

5 - PP

O polipropileno é o segundo plástico commodities mais produzido e seu mercado deve crescer ainda mais nos próximos anos. Duro e robusto, resiste a altas temperaturas e é encontrado em utilidades domésticas, peças automotivas, coletes térmicos, potes de laticínios e até fraldas descartáveis.

Curiosidade: por ser MUITO resistente à fadiga, o PP costuma ser usado para dobradiças vivas (o pedaço fino de plástico que permite que uma parte de um produto dobre de 1 a 180 graus).

Tampa modelo Flip em PP

6 - PS

O poliestireno é o sexto tipo de plástico da lista e pode ser sólido ou espumado. É uma resina muito barata por peso unitário e fácil de criar, por isso pode ser encontrada em todos os lugares: de copos para bebidas, isolamento, materiais de embalagem, até caixas de ovos e louças descartáveis. Talvez mais conhecido por seu nome comercial, isopor é altamente inflamável e perigoso, pois pode lixiviar produtos químicos nocivos, especialmente quando aquecido.

Em termos ambientais, está entre os tipos de plástico mais complexos: primeiro, é considerado não biodegradável. Em segundo lugar, a espuma de poliestireno é leve e voa com o vento e flutua na água, devido à sua baixa gravidade específica. Os animais não o reconhecem como artificial e podem confundi-lo com alimentos que causam graves efeitos na saúde das aves ou animais marinhos que o possam engolir.


7 - OUTRO PLÁSTICO

Se o plástico não puder ser identificado nos seis tipos acima mencionados, ele será incluído no grupo número 7. Os plásticos mais conhecidos desse grupo são os policarbonatos (PC) usados ​​para construir produtos fortes e resistentes. Os policarbonatos são comumente usados ​​para proteção dos olhos, na criação de lentes para óculos de sol, esportes e óculos de segurança. Mas também podem ser encontrados em celulares e nos praticamente extintos compact-discs (CD).

Nos últimos anos, o uso dessas resinas tem sido polêmico: a base dessa polêmica é sua lixiviação que, ocorrendo em altas temperaturas, libera o bisfenol A, composto que está na lista de potenciais produtos químicos perigosos para o meio ambiente. Além disso, a decomposição do BPA em aterros sanitários não ocorre, o que significa que este produto químico será persistente no solo e acabará por entrar nos corpos d'água, contribuindo para a poluição aquática. Além disso, o plástico número 7 é raramente reciclado.


Aqui está uma breve recapitulação do que vimos até agora:





Confira as soluções da Dry Color para Pigmentação e Aditivação dos plásticos citados acima:


PET - DRYMASTER, NO DUST e LIQUIDPET

PEAD - DRYMASTER e LIQUIDCOLOR

PVC - COLORMATCH, LIQUIDCOLOR, NO DUST e DRYMASTER

PEBD - DRYMASTER

PP - DRYMASTER e LIQUIDCOLOR

PS - DRYMASTER e LIQUIDCOLOR

Outros plásticos - DRYMASTER, LIQUIDCOLOR, COLORMATCH e PASTECOLOR


Imagens: pixabay.com e plasticforchange.org

Fonte: plasticsforchange.org


Posts recentes

Ver tudo